• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Filho de ex-governador, Pessutinho diz que reforma da previdência precisa “doer na carne”

Seu pai, Orlando Pessuti, recebe mensalmente R$ 30 mil de aposentadoria por ter sido governador durante nove meses

Publicado: 07 Fevereiro, 2018 - 11h10

Escrito por: Porem.net

 

O vereador de Curitiba, Bruno Pessuti (PSD), afirmou durante a sessão da Câmara de Vereadores desta terça-feira (6), que o Brasil está no rumo certo com o governo de Michel Temer. Pessutinho, como é chamado, elogiou as reformas trabalhistas e da previdência. Segundo ele é preciso “que doa na carne dos que se beneficiam com a previdência”.

"Há um grande futuro que se apresenta com o governo Michel Temer nos próximos meses. Com a aprovação das reformas, como a reforma trabalhista que já foi feita, e a da previdência, que precisa ser feita. Isso tem que doer na carne dos que se beneficiam com a previdência" asseverou o aliado do prefeito Rafael Greca.

Contudo, o vereador não especificou exatamente a qual “carne” estava se referindo. O vereador é filho do ex-deputado, ex-governador e atualmente presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Orlando Pessuti. Ele foi vice-governador durante a gestão de Roberto Requião (PMDB) e assumiu o cargo por nove meses, quando o peemedebista foi obrigado a renunciar para concorrer ao senado. Por este motivo, o pai do legislador municipal, recebe R$ 30 mil mensais como verba de representação vitalícia, o que na prática significa uma aposentadoria como ex-governador do Paraná.

O valor, que foi questionado na Justiça, acabou referendado pelo Tribunal de Justiça. Na época, o ex-governador afirmou em entrevista ao portal Gazeta do Povo, que “sempre disse que a verba era legal, sempre estive confiante na Justiça do Paraná. Foi uma decisão cristalina”, afirmou na ocasião.

Pessuti ainda conquistou na Justiça o direito a receber os valores durante o período em que o pagamento foi suspenso, totalizando R$ 678 mil. Bruno Pessuti, filho do ex-governador, no entanto, não mencionou esses episódios durante seu pronunciamento.

carregando