• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Petroleiros decidiram: não há acordo com redução de direitos!

Categoria mostrou disposição de luta para manter direitos e barrar a contrarreforma trabalhista

Publicado: 28 Novembro, 2017 - 09h03

Escrito por: SindiPetro PR/SC

 

Se a Petrobrás tentar retirar direitos, é greve! Este foi o recado que os petroleiros do Paraná e Santa Catarina deram à direção da empresa, nas 27 sessões de assembleias, realizadas entre os dias 20 e 27/11.

Por absoluta maioria, a categoria decidiu pela aprovação dos indicativos da FUP de greve por tempo indeterminado, a ser deflagrada a qualquer momento, se a Petrobrás reduzir os direitos descritos no Acordo Coletivo de Trabalho 2015/2017; e de garantia de que todos os trabalhadores do Sistema Petrobrás sejam contemplados pelo ACT, com as salvaguardas à contrarreforma trabalhista.

Nas demais bases da FUP, a categoria também aprovou os indicativos e mostrou que há unidade e disposição para a luta. Uma nova reunião de negociação entre a FUP e a Petrobrás acontece nesta segunda-feira (27), a partir das 15h00, no Rio de Janeiro.

 

Confira o resultado das assembleias no PR e SC:

Ponto 1: greve por tempo indeterminado, a ser deflagrada a qualquer momento:

Favoráveis: 91,49%

Contrários: 3,11%

Abstenções: 5,39%

 

Ponto 2: ACT deve contemplar todo o Sistema Petrobrás e termo aditivo com salvaguardas à contrarreforma trabalhista:

Favoráveis: 97,72%

Contrários: 0%

Abstenções: 2,28%

carregando