• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

13º Congresso da APP-Sindicato debate planos de luta da categoria

O evento contou ainda com uma palestra do Professor Carlos Alberto Abicalil, que apresentou um panorama político

Publicado: 29 Janeiro, 2020 - 09h15

Escrito por: APP-Sindicato

Ascom / APP-Sindicato
notice

A partir desta segunda-feira (27), Professores(as) e Funcionários(as) de Escola iniciam os trabalhos no 13º Congresso da APP-Sindicato. Com o mote “Quem Luta Educa, a Educação Liberta”, os(as) trabalhadores(as) da educação presentes no evento debaterão propostas e medidas que farão parte do calendário de luta do Sindicato. Entre as atividades, os(as) educadores(as) participarão de mesas de debate, reuniões, trabalhos em grupo e por fim uma assembleia para votar as medidas debatidas no Congresso.

Durante o primeiro dia, dirigentes sindicais e convidados(as) realizaram uma mesa de abertura, onde foi apresentado um panorama sobre a política regional, estadual, nacional e internacional. Logo após, o Professor Carlos Alberto Abicalil palestrou sobre a evolução da educação nos últimos 15 anos, além de explicar como os atuais governos pretendem atacar a educação.

O presidente da APP-Sindicato, Professor Hermes Leão, destaca a importância de espaços de debate como o congresso e reforça a necessidade da participação dos(as) trabalhadores(as) da categoria no evento. “O 13º Congresso iniciou com uma voz coletiva muito forte, onde diversas entidades representantes da classe trabalhadora, movimento estudantil e das universidades estiveram juntos(as) para compor uma largada de congresso. O evento ocorre com o desafio de organizar a nossa categoria para uma resistência muito ativa, muito altiva para que possamos barrar o processo de destruição do serviço público, seja em nível federal ou estadual, com o governo Ratinho Junior”.

Hermes Leão reforça também que a expectativa para o debate nos próximos dias é alta, já que a categoria sempre é muito participativa. “Os nossos congressos tem uma tradição de muita participação, de muita leitura, de muita reflexão. Todos(as) os(as) participantes buscam sempre o equilíbrio e a sabedoria para que possamos aprovar aqui um plano de lutas que seja uma ferramenta importante nessa organização. Os debates são extremamente necessários neste período desafiador e exigente para todos(as) os(as) trabalhadores(as)”, finaliza o presidente.

Presenças: Estiveram presentes no primeiro dia do evento os(as) deputados(as) estaduais Professor Lemos, Luciana Rafagnin, Tadeu Veneri. O presidente da CUT Nacional, Ariovaldo de Camargo, o presidente da CUT-PR Márcio Kieller, Fernanda Junqueira da UPE e Luiza Guimarães da Upes.


Na terça-feira (28), as atividades retornam a partir das 9h da manhã. Confira a programação completa:

Terça, dia 28 de janeiro

8h às 12h – Continuação do Credenciamento

9h – Mesa de Conjunturas

10h30 – Coffee Break

11h – Apresentação das Teses do Congresso

12h30 – Almoço 

14h – Trabalho em Grupos – Conjunturas

16h – Coffee Break

16h30 – Trabalho em Grupos – Políticas Educacionais

19h – Jantar

21h – Baile Banda Metrô

00h – Encerramento

Quarta, dia 29 de janeiro

9h – Apresentação cultural – Maracatu Baque Mulher Maringá

9h30 – Plenária Final

10h30 – Coffee Break

13h  Almoço

15h – Assembleia

18h – Encerramento