• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

A prova para PSS e o desmonte da educação pública paranaense

Representantes da APP Sindicato falam sobre os ataques que a educação paranaense vem sofrendo no governo Ratinho Jr.

Publicado: 13 Janeiro, 2021 - 12h40 | Última modificação: 13 Janeiro, 2021 - 13h46

Escrito por: CUT PR

Divulgação/Facebook
notice

Quarta sindical desta quarta-feira, 13, recebe representantes da APP Sindicato para debater sobre os ataques que a educação paranaense vem sofrendo no governo Ratinho Jr. e do alinhamento das políticas do governo federal com o governo do Paraná.

A prova PSS durante a pandemia foi uma das maldades do governo do Paraná durante a pandemia. A APP sindicato vinha travando uma luta contra essa prova desde o ano de 2019. Pois essa prova não garantia a contratação de profissionais da educação por concurso público, além disso criava critérios desumanos excluindo pessoas do grupo de risco para contratação, impedindo de terem trabalho no ano de 2021. A prova foi realizada no último dia 10 com diversas irregularidades e denúncias feitas pelos professores(as) e segundo a professora Vanda Santana a APP está acolhendo todas as denúncias e fará todo acompanhamento jurídico necessário.

A militarização das escolas é algo muito grave, afirma a professora Vanda, pois segundo ela "militarizar a educação é militarizar a sociedade, principalmente em um momento em que o governo federal pretender ter o controle das polícias militares dos estados".

Os dirigentes da APP ressaltam que a prova do PSS é apenas uma parte de uma lógica empresarial. É preciso defender a escola pública, pois é ali que está toda a diversidade dos filhos da classe trabalhadora. 

Veja sobre esse e outros temas na nossa página: https://www.facebook.com/CUTdoParana/videos/154820762869510

O programa Quarta Sindical vai ao ar, ao vivo, toda quarta-feira às 11h30m, apresentado pela jornalista do Brasil de Fato, Ana Carolina Caldas e o presidente da CUT PR Márcio Kieller.