• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Atividade em Cornélio Procópio defende a Caixa e busca apoio para anular reforma trabalhista

Campanha da CUT segue a pleno vapor no interior do Estado

Publicado: 26 Outubro, 2017 - 12h12

Escrito por: Armando Duarte Jr.

Cumprindo a agenda de mobilização em defesa da manutenção da Caixa Econômica Federal 100% pública, a diretoria do Sindicato dos Bancários de Cornélio Procópio promoveu nesta quarta-feira (25/10) atividade em frente ao banco para alertar clientes e usuários sobre as consequências da privatização.

A abertura do capital acionário da Caixa na avaliação de Elizeu Marcos Galvão, presidente do Sindicato dos Bancários de Cornélio Procópio, vai contra o propósito que levou à fundação do banco público federal há 156 anos para que fosse agente de políticas de desenvolvimento social e econômico do Brasil e dos brasileiros.

“Não podemos admitir que Temer privatize a Caixa para atender aos interesses políticos e de grandes grupos financeiros internacionais que querem se apoderar deste importante patrimônio do País. A Caixa é da população brasileira e não pode ser vendida para o governante de plantão sem que haja um amplo debate com a sociedade”, ressalta.

O Sindicato de Cornélio Procópio aproveitou a agenda de luta desta quarta-feira para recolher mais assinaturas no documento que propõe a anulação da reforma trabalhista na forma de Projeto de Lei de Iniciativa Popular.

carregando