• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Campanha Nacional dos Bancários foi o tema do Quarta Sindical desta semana

Juvandia Moreira e Antônio Luiz Fermino, presidentes da Contraf e do Sindicato dos Bancários de Curitiba, falaram sobre as principais reivindicações da categoria

Publicado: 22 Julho, 2020 - 12h29 | Última modificação: 22 Julho, 2020 - 14h09

Escrito por: CUT-PR

Reprodução
notice

As principais pautas da Campanha Nacional dos Bancários e as dificuldades enfrentadas pela categoria durante a pandemia de Covid-19 foram os temas do Quarta Sindical desta semana. O programa semanal produzido pela CUT Paraná e Brasil de Fato Paraná recebeu a presidenta da Contraf-CUT, Juvandia Moreira e o presidente do Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região, Antônio Luiz Fermino, para debaterem o tema. 

No último final de semana foi realizada a Conferência Nacional da categoria, pela primeira vez, em ambiente virtual e com a participação de representantes de todo o Brasil. Com a aprovação da minuta e o debate de temas relevantes, como o teletrabalho, o encontro novamente fortaleceu a unidade da categoria para mais um enfrentamento com os bancos em busca de melhores salários e condições de trabalho. O encontro também aprovou a minuta de reivindicações da categoria, que entre outros, tem a previsão de luta por um ganho real de 5% no salário, além de vários outros temas relacionados ao trabalho, como a questão do teletrabalho. 

“Ganhou destaque muito grande nesta campanha. Um tema relativamente novo, pois não tinha todas essas pessoas. Grandes empresas querendo continuar com o teletrabalho. Eles economizaram. Apesar do Santander considerar uma benesse dada aos trabalhadores e trabalhadoras, querendo tirar direitos para isso, não aceitamos de jeito nenhum. Criamos uma cláusula muito completa sobre isso a partir de um estudo a partir da legislação no mundo, como a portuguesa que é uma das mais avançadas sobre este tema”, explica Juvandia. 

Outro ponto importante, segundo ela, é a defesa dos empregos. Conseguimos na mesa de negociação esse ano o compromisso de não demissão. Alguns começaram a demitir. O Santander, que tem no Brasil o seu maior lucro, retira dinheiro daqui e leva para a Espanha, onde não demite ninguém. Vamos lutar pela manutenção dos empregos”, garantiu. 

O presidente do Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região, Antônio Luiz Fermino, destacou a forma de organização deste ano, em virtude da pandemia de Covid-19. “Foi uma experiência nova. Nosso receio era que as pessoas não se envolvessem no processo como um todo. Temos debates locais nos sindicatos, tivemos a conferência estadual no Paraná, fizemos o Congresso Eleitoral da FETEC, tivemos um envolvimento em todas estas questões. O bancário e a bancária estando em casa não deixaram de participar, de opinar de fazer a sua ação na definição nos rumos da nossa categoria”, afirmou. 

O presidente da CUT Paraná, Márcio Kieller, que também é bancário destacou a importância da unificação da campanha salarial da categoria. “O reflexo acontece em todo o Brasil, refletindo os anseios da categoria bancária de norte à sul. No Paraná também funciona assim, pegando de todas as regionais organizadas em nossa base CUTista. Em nosso caso são três regiões, o PACTU da Região Oeste e Centro Oeste, o Vida Bancária do Norte e Curitiba”, destacou. 

Confira na íntegra a edição no vídeo abaixo saiba mais detalhes sobre a campanha, os problemas de saúde da categoria, assédio moral, a entrega das loterias da Caixa, Reforma Tributária e muito mais. Não esqueça de anotar na sua agenda: Todas as quarta-feiras, às 11h30, o Quarta Sindical é transmitido ao vivo em FB.com/CUTdoParana e FB.com/BdFPR: