• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Centrais às prefeituras: Não realizem a prova do PSS

Entidades alertam sobre o risco de ampliação da pandemia nos municípios e desemprego de trabalhadores

Publicado: 01 Dezembro, 2020 - 11h28 | Última modificação: 01 Dezembro, 2020 - 13h22

Escrito por: CUT-PR

notice

As principais centrais sindicais do Paraná enviaram, nesta segunda-feira (1º), uma carta aberta destinada para todos os prefeitos e prefeitas do Paraná. O objetivo é alertar para os riscos envolvidos na realização das provas para a contratação de funcionários e professores temporários para as escolas do Paraná. 

 

Além do desemprego de até 30 mil pessoas, a realização da prova nos moldes propostos pelo governador Ratinho Júnior, é um excelente ambiente para a propagação do novo coronavírus. Isso tudo em um cenário onde o número de casos e mortes volta a crescer em uma velocidade assustadora, com leitos de UTI's lotados. 

 

O Edital 47, que dita as regras para a realização da prova, é há semanas alvo de críticas da categoria. Uma ocupação da Assembleia Legislativa e até mesmo greve de fome aconteceram na tentativa de abrir o diálogo com Ratinho Júnior e Renato Feder, sem sucesso. Desta forma, as centrais apelam ao bom senso e preocupação dos prefeitos e prefeitas para não realização da prova e garantir, assim, normas sanitárias que impeçam o avanço da doença. 

 

 

Confira o documento: 

 

 

CARTA ABERTA DAS CENTRAIS SINDICAIS DO PARANÁ 

ÀS PREFEITAS E PREFEITOS DO PARANÁ

 

PELO CANCELAMENTO DA PROVA DO PSS CONVOCADA PELO EDITAL 47 EM VIRTUDE DO GRANDE AVANÇO DA COVID-19 (CORONAVÍRUS NO ESTADO)

 

As Centrais Sindicais do Paraná enviam essa CARTA ABERTA a todas às prefeitas e prefeitos do Estado. 

A carta aberta tem o objetivo de alertar as chefias do poder executivo municipal de todo o Paraná para que não aceitem a imposição de realizar a prova do Edital - 47 para os PSS´s que está prevista para acontecer no domingo, dia 13 de dezembro, nas cidades-sede dos Núcleos Regionais de Ensino. A lista de motivos é infindável, mas destacamos dois motivos em especial descritos abaixo:

1º. A Pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, avança velozmente com aumento exponencial no número de casos e o número de mortes no Paraná. Assim é imprudente, arriscamos dizer até irresponsável, a aplicação de tal prova por iniciativa do governador Carlos Massa “Ratinho” Júnior e seu secretário de educação Renato Feder. 

2º. A intransigência do governador Ratinho Júnior em reabrir o diálogo com os profissionais da educação e com sua entidade de representação a APP/Sindicato. Ele desconsidera os quase 30.000 professores do PSS que perderão seus empregos com a não revogação do Edital 47. Pois esse formato só considera a contratação de 4.000 novos professores, num quadro atual de mais de 33.000 professores PSS.

 

Portanto, diante da contínua a insensibilidade e a intransigência do Governo do Estado não nos resta outra alternativa que não nos dirigirmos para prefeitos e prefeitas e apelar para a responsabilidade pública diante do agravamento da Pandemia, evitando assim, a ampliação de casos em seu município. 

Diversas prefeituras pelo Estado que acompanham o desenrolar da pandemia já disseram que a prova não será realizada em seus municípios. Porém é preciso que muitas mais prefeitas e prefeitos tomem a mesma iniciativa e alertem o Palácio Iguaçu: além de gerar desemprego, vocês estão colocando em risco a vida das pessoas. 

 

 

PELA NÃO A REALIZAÇÃO DA PROVA DO PSS CONVOCADA PELO EDITAL 47 DO GOVERNO NO PARANÁ

Saudações Sindicais 

CENTRAL DE SINDICATOS DO BRASIL – CSB/PARANÁ

CENTRAL SINDICAL E POPULAR CONLUTAS PARANÁ – CSP/CONLUTAS/PR

CENTRAL DE TRABALHADORAS E TRABALHADORES DO BRASIL – CTB/PR 

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DO PARANÁ – CUT/PR

FORÇA SINDICAL DO PARANÁ – FORÇA/PR

INTERSINDICAL-INSTRUMENTO DE LUTAS PARANÁ – IL/PR

INTERSINDICAL CENTRAL DA CLASSE TRABALHADORA – CCT/PR

NOVA CENTRAL SINDICAL DOS TRABALHADORES – NCST/PR 

PÚBLICA CENTRAL DO SERVIDOR DO PARANÁ – PÚBLICA/PR