• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Movimentos sociais entregam 12 toneladas de alimentos para indigenas e comunidades

Ação aconteceu nesta quinta-feira (21) na região sudoeste do Paraná com intensa participação de sindicatos CUTistas

Publicado: 22 Maio, 2020 - 11h28 | Última modificação: 22 Maio, 2020 - 14h33

Escrito por: CUT Paraná

Geani Paula de Souza
notice

O sindicalismo cidadão praticado pela CUT e suas entidades filiadas está ficando ainda mais evidente durante a pandemia da Covid-19. Após inúmeras ações de solidariedade capitaneadas ao longo dos últimos três meses, desta vez foi a vez da região sudoeste do Paraná. Comunidades quilombolas e indígenas receberam 12 toneladas de alimentos arrecadados. 

“É o exercício da cidadania e da solidariedade. Assim como diversas campanhas e ações realizadas nos últimos meses, desde a oferta de estrutura física para atendimento até a doação de alimentos, EPI's e produtos de limpeza. A CUT e seus sindicatos mostram que a defesa da classe trabalhadora se faz não apenas nos embates com os patrões”, avalia o presidente da CUT Paraná, Márcio Kieller. 

As doações foram destinadas para famílias do quilombo Adelaide Maria da Trindade Batista, em Palmas, além de famílias indígenas de Mangueirinha, Chopinzinho e Coronel Vivida, todas na região sudoeste e foi organizada pelo Fórum Regional das Organizações e Movimentos Populares do Campo e da Cidade do Sudoeste do Paraná, no qual estavam inclusos movimentos sociais e sindicatos CUTistas da agricultura familiar, bancários de Umuarama e Curitiba, APP-Sindicato, municipais de Sarandi e comerciários de Pato Branco e Francisco Beltrão. 

“Quero agradecer a CUT que colaborou imensamente com mais estre projeto e esta ação de solidariedade. Isso significa muito neste momento para estas famílias que necessitam demais de apoio e auxílio durante a pandemia. O sindicatos da agricultura familiar participaram não apenas na doação de alimentos, mas também na organização e logísticas. Seguiremos em defesa dos trabalhadores e trabalhadoras”, afirmou o secretário de finanças da CUT Paraná, Neveraldo Oliboni, que também é coordenador da Fetraf Paraná. 

Nos últimos meses a Fetraf também fizeram doações de alimentos e eletrodomésticos para comunidade carentes. Sindicatos e federações como o Sindipetro, a Fetraf, a APP-Sindicato, o Sindiedutec, SerToledo, Bancários de diversas cidades e muitos outros ligados à central também realizam ininterruptamente ações de solidariedade. As campanhas vão desde a doação de alimentos, passando por EPI's e produtos de limpeza, até a disponibilização de espaços físicos.