• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Nota de Repúdio da CUT Paraná

Central denuncia intervenção dos patrões nas eleições sindicais dos Vigilantes de Curitiba e Região

Publicado: 04 Abril, 2019 - 08h54 | Última modificação: 04 Abril, 2019 - 12h14

Escrito por: CUT Paraná

Gibran Mendes
notice

A CUT Paraná divulga essa nota de repúdio pela atitude patronal de intervenção no sindicato dos trabalhadores.

Vivemos um novo tempo no Brasil, onde “nova Política” tem como carro chefe a ofensiva do capital que veio com toda a sua força no sentido de desmontar os sindicatos, instrumentos de lutas da classe trabalhadora. Já não bastasse o Lobby dos patrões com o governo Ilegítimo de Temer que aprovou uma reforma trabalhista feita para somente para agradar os patrões e, agora com o governo Bolsonaro que tenta a todo custo minar a importante resistência e a das trabalhadoras e trabalhadores atingido sua organização com a MP 873 – que todos reconhecem como institucional.

Como se não bastasse querer através da legislação interferir na autonomia sindical  e na organização sindical. Agora os patrões através da inscrição da Chapa 2 ao processo eleitoral dos Vigilantes de Curitiba e região, querem montar chapa para disputar o espaço de organização e luta que é próprio dos trabalhadores, para que possam colocar o sindicato em total inoperância e a serviço dos patrões.

Nós da Central Única dos Trabalhadores do Paraná, Federações, Sindicatos filiados repudiamos veementemente a iniciava dos patrões de ingerir na Autonomia Sindical, com o registro de uma chapa de donos de empresas de segurança privada para à disputa do processo eleitoral exclusivos das trabalhadoras e trabalhadores da categoria dos vigilantes.

Indignados trazemos a publico o nosso repúdio com essa a atitude dos patrões e conclamamos as trabalhadoras e trabalhadores a fortalecer ainda mais o sindicato.

 

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DO PARANÁ – CUT/PR

carregando
carregando