• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Trabalhadores do transporte coletivo em Toledo ficam sem acesso à água

Bebedouro está lacrado por conta da Covid, mas o poder público e concessionária não oferecem alternativas

Publicado: 11 Setembro, 2020 - 09h26 | Última modificação: 11 Setembro, 2020 - 10h30

Escrito por: CUT Paraná

CUT Paraná
notice

Cerca de 80 trabalhadores e trabalhadoras do transporte coletivo de Toledo estão acesso à água durante sua jornada de trabalho. São os que transitam pelo Terminal Rodoviário Urbano “Luiz Grando”. O único bebedouro disponível para a categoria foi lacrado em função da pandemia de Covid-19. Embora a medida seja acertada do ponto de vista sanitário, não foi ofertada nenhuma alternativa. 

“É impensável que pessoas que ficam expostas ao Sol, ao calor e tudo mais não tenham acesso à água potável no seu trabalho. É perfeitamente compreensível a intedição do único bebedouro disponível, o que não dá para entender e aceitar é a ausência de alternativas para esses trabalhadores”, aponta o secretário de relações de trabalho da CUT Paraná, José Lima, o Bocão.

Segundo ele, a CUT acionou o Ministério Público do Trabalho pedindo uma solução para a categoria. “Pedimos de forma urgente uma saída para este problema. Não é possível ficar sem água potável. Eles precisam tanto para se hidratar quanto para higiene e é responsabilidade da concessionária que administra o transporte público e da prefeitura”, completou.